Obras e projetos no Norte Pioneiro e na região central impulsionam o Paraná, diz governador
11/05/2022 - 13:14

O governador Carlos Massa Ratinho Junior destacou nesta segunda-feira (9), em entrevista para emissoras de rádio do Estado, o andamento de algumas obras importantes no Paraná, entre elas, a implantação de 15,44 quilômetros de terceiras faixas na PR-092 e a duplicação no perímetro urbano de Siqueira Campos, no Norte Pioneiro; além das obras das vias marginais da PRC-466 em Pitanga, e do acesso do município a Mato Rico, na região central do Paraná.

Os 130 quilômetros que separam Jaguariaíva, nos Campos Gerais, de Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro, na Rodovia Governador Parigot de Souza, a PR-092, tinha a maior parte do trecho em pistas simples. Para modernizar a rodovia, que é inclusive uma das rotas que liga o Paraná a São Paulo, o Governo do Estado investiu R$ 40,6 milhões na implantação de 16 quilômetros de terceiras faixas.

“Entre Jaguariaíva e Santo Antônio da Platina, o asfalto era muito antigo, uma estrada feita há 40 anos. Quando as obras terminarem, a rodovia vai ter uma vida útil muito mais prolongada”, destacou Ratinho Junior. "Quando assumi, uma série de estradas no Paraná estavam intransitáveis. Estamos fazendo um trabalho de recuperação para atender a população. A nossa visão é de desenvolver as regiões que não tiveram grandes investimentos no passado e transformar a infraestrutura de todo o Estado”.

As obras para o aumento de capacidade da estrada iniciaram em 2021 e já ultrapassam 20% de execução. Quase cinco quilômetros foram concluídos até agora, com três dos 16 segmentos que terão a faixa complementar já concluídos. 

Os trechos já finalizados estão localizados entre Jaguariaíva e Arapoti. As terceiras faixas terão entre 800 metros e dois quilômetros de extensão. Agora, as obras avançam entre Arapoti e o distrito de Calógeras; de Calógeras à interseção com PR-958; da PR-958 à entrada de Wenceslau Braz; de Wenceslau Braz à entrada da PRC-272 (sentido Santana do Itararé); da PRC-272 (no acesso a Tomazina) até o entroncamento com a PRC-852 (acesso a Quatiguá); e outros três trechos entre a PR-218 (entrada para Guapirama) e até a entrada para a PR-153.

Nova Ferroeste lança site e redes sociais para as audiências públicas; veja como participar

Esses trechos são locais com rampas acentuadas e redução de velocidade de operação, justamente onde a ultrapassagem é mais perigosa. As obras fazem parte do programa Avança Paraná, do Governo do Estado, com recursos viabilizados por um financiamento feito com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

A melhoria na PR-092 se une a outras obras estruturantes que estão em andamento no Norte Pioneiro, como a duplicação da PR-092 no perímetro urbano de Siqueira Campos. O aumento de capacidade da rodovia beneficia diversas cidades, como Jaguariaíva, Arapoti, Wenceslau Braz, Quatiguá, Joaquim Távora e Santo Antônio da Platina.

“Siqueira Campos é uma cidade com tradição de agricultura familiar, na produção de café, mas a industrialização vem crescendo muito. Isso vai aumentar a capacidade de carga da rodovia, além do trecho todo duplicado. Quando você leva mais infraestrutura, leva mais geração de emprego para o município”, declarou o governador.

 

REGIÃO CENTRAL – A rodovia PRC-466, na região central, também passa por mudanças. Essa é a principal ligação de Guarapuava com o Norte e o Noroeste. Há obras nas vias marginais em Pitanga, que darão acesso ao complexo de indústrias da região, separando o trânsito urbano das conexões dos caminhões de carga e dos ônibus dos funcionários. O investimento do Governo do Estado é de R$ 12,4 milhões.

A obra envolve pavimentação, drenagem com sarjeta no canteiro central, calçadas com piso tátil, ciclovias, meios-fios, abrigos de ônibus, defensas metálicas, sinalização vertical e horizontal, e quatro interseções em nível ao longo de 4,2 quilômetros – ao todo, com as duas margens, serão 8,4 quilômetros de novas pistas. A entrega das intervenções está prevista para este ano.

Existem mais de 20 empresas já instaladas em dois parques industriais na região e serão diretamente beneficiadas. Elas trabalham com artefatos de concreto, reciclagem, transporte de cargas pesadas, incluindo também o mercado de veículos (oficinas, empresas de molas, retíficas e postos de gasolina) e carnes e grãos (abatedouros e agropecuárias cerealistas).

Principal sonho dos moradores da região, a duplicação integral entre Guarapuava e Pitanga também está mais perto de acontecer. Estão em elaboração dois projetos executivos de duplicação da PRC-466. Entre Guarapuava e Turvo serão duplicados 38,30 quilômetros, executadas novas pontes sobre o Rio Turvo e o Rio Coutinho, e um viaduto em Turvo. No projeto entre Turvo e Pitanga a extensão é de 45,50 quilômetros, e inclui novas pontes sobre o Rio Carazinho e Rio Bonito, um viaduto em Pitanga, e estudos para novas interseções nos acessos para Santa Maria do Oeste (PR-456) e Boa Ventura do São Roque (PR-820). O investimento total foi de R$ 4,7 milhões. Eles devem ser entregues ao DER/PR ainda neste ano.

“Essas são obras importantíssimas e que vamos tirar do papel, com ligação entre cidades muito representativas. No futuro, elas passarão a atrair ainda mais indústrias e cooperativas. Quando o projeto for finalizado, estamos trabalhando para investir mais de R$ 250 milhões em obras na região”, destacou o governador.

A região ainda é contemplada com a pavimentação entre Pitanga e Mato Rico, retomando uma obra que estava paralisada. O asfalto está estimado em R$ 89,4 milhões e é financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias