Infraestrutura e Logística

05/11/2019

Técnicos do DER e da Rodonorte se reúnem com para detalhar projetos das obras de leniência

Técnicos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná e da concessionária Rodonorte se reuniram mais uma vez nesta terça-feira (5) para tratar das obras de leniência. Depois do anúncio da relação de obras que serão executadas pela empresa, tendo como base o Acordo de Leniência, os técnicos estão debruçados sobre os projetos a serem realizados. A reunião aconteceu na sede da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL).

“Após a escolha das obras estamos na fase de discussão técnica, pormenorizada, de cada um dos projetos acordados entre a SEIL, a Rodonorte e o Ministério Público Federal (MPF) dentro do Acordo de Leniência. São discussões técnicas com objetivo de trazer mais segurança e comodidade para os motoristas que trafegam pelas rodovias”, explica Sandro Alex, secretário de Infraestrutura e Logística.

No último dia 21, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior, juntamente com Sandro Alex, anunciaram a relação das 12 obras que serão executadas, ao custo de R$ 365 milhões, dentro do acordo de leniência. São oito interseções de nível (viadutos, trincheiras e passagens) e cerca de 30 quilômetros de duplicações nas rodovias sob responsabilidade da empresa. As duplicações vão ocorrer em cinco trechos da BR-376, na região de Imbaú e as intersecções na BR-277, em Campo Largo, na PR-151, em Ponta Grossa, Piraí do Sul e Castro, e nas BRs 376 e 373, em Ponta Grossa

Na oportunidade, Ratinho Junior afirmou que a escolha do pacote de obras foi técnica e levou em consideração questões como segurança de usuários e pedestres, fluxo de veículos e mobilidade. Entre as prioridades estão trechos com alto índice de mortes por atropelamento, conforme informações colhidas junto à Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Sandro Alex reforçou que o acordo assegura a execução de todas as obras. “Já há orçamento previsto para todas as ações. Se, por um acaso, uma ou outra obra não chegar ao fim, a concessionária se responsabiliza por terminar mesmo fora do prazo de concessão. Não existe chance de qualquer obra começar e não terminar”, explicou.

A relação das 12 obras que a Rodonorte irá executar, cumprindo o Acordo de Leniência, foi definida após 11 reuniões entre a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística (Seil), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) e a Rodonorte.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.