Infraestrutura e Logística

15/10/2019

Nova ferramenta vai otimizar execução de obras públicas no Paraná

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta terça-feira (15) o decreto que institui a metodologia BIM – Modelagem da Informação da Construção – para a gestão das obras públicas no Paraná. Aliando diferentes ferramentas e tecnologias, a metodologia permite fazer o acompanhamento detalhado dos empreendimentos, desde o estudo de viabilidade até a execução e fiscalização dos canteiros de obras. A assinatura aconteceu durante a reunião do secretariado, no Palácio Iguaçu.

Com a metodologia BIM, o modelo de cada obra ou edificação é construído virtualmente, seguindo fielmente o que será aplicado no empreendimento real. As antigas plantas e planilhas dão lugar a um sistema que inclui informações em tempo real, como o planejamento da obra, detalhamento dos materiais, custos quantificados e documentação, o que torna o processo mais transparente e facilita a fiscalização.

Para Ratinho Junior, o uso dessa tecnologia trará mais qualidade aos projetos e confiabilidade com relação aos prazos e orçamentos, além de reduzir os aditivos de tempo e de custos das obras e edificações.

“O Paraná sai mais uma vez na frente ao trazer para o serviço público uma inovação para agilizar as obras e aplicar os recursos de forma consciente”, disse. “Além de dar uma fotografia muito próxima daquilo que vai ficar pronto, é possível fazer todo o acompanhamento da obra e de cada item colocado. A fiscalização é muito rígida nesse processo”, afirmou o governador.

PROJETOS – A inovação já está sendo aplicada em alguns projetos que têm a participação do Estado, como nas obras de duplicação da PR-323 e na modernização do Aeroporto de Ponta Grossa. A ideia é que, a partir desse decreto, empreendimentos executados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), Paraná Edificações, Paranacidade e pela Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) adotem a metodologia, que também poderá ser usada em projetos dos municípios.

“Com o BIM é possível fazer um acompanhamento em tempo real de tudo o que está acontecendo na obra, para não repetir erros do passado, de obras que ficaram sem conclusão ou com grandes aditivos, possibilitando a conclusão com o menor uso de dinheiro público”, explicou o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

LABORATÓRIO – O responsável pela implantação da metodologia BIM no Paraná é o Departamento de Gestão de Projetos e Obras, da Secretaria da Infraestrutura. Dentro desse departamento foi criado o Laboratório BIM Paraná, que se dedica aos estudos e pesquisas para estabelecimento de critérios técnicos para a contratação e a fiscalização de projetos e obras públicas no modelo BIM.

Desde 2015, foram realizados diversos encontros técnicos e treinamentos em softwares BIM dos principais fabricantes mundiais voltados à elaboração de estudos de viabilidade para traçados rodoviários e modelagem (3D) das disciplinas de arquitetura, estrutural e MEP (mecânica, elétrica e canalização) para edificações.

FUNDEPAR – No encontro com a equipe de governo, também foram apresentados os recursos aplicados neste ano pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), responsável pela gestão do transporte e merenda escolar e pelas obras nas escolas da rede estadual.

Desde janeiro até agora, a Fundepar já entregou 207 obras em escolas do Estado, uma média de uma por dia. São R$ 57 milhões em investimentos que incluem melhorias nas escolas e construção de novas unidades.

O instituto também mantém convênios com os 399 municípios para o transporte escolar da rede pública. Até setembro, foram aplicados R$ 104 milhões na área. Para o fornecimento de merenda nas escolas estaduais, a Fundepar destinou R$ 102,5 milhões que permitiram o fornecimento de 140 milhões de refeições, totalizando 18,6 toneladas de alimentos.

O diretor-presidente da Fundepar, José Maria Ferreira, destacou que os projetos futuros incluem a instalação de climatizadores em 1.625 salas de aula ainda neste ano, substituição de salas de madeira por estruturas de alvenaria e o início do fornecimento de três refeições por dia nas escolas, projeto previsto no plano de governo de Ratinho Junior. “A proposta do Governo é tornar as salas de aula mais agradáveis e continuar investindo para que a qualidade de ensino chegue a toda rede escolar”, afirmou.

PRESENÇAS – Além de secretários, diretores de empresas públicas e autarquias, a reunião contou com a presença dos deputados estaduais Hussein Bakri, Tiago Amaral, Adriano José e Delegado Fernando.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.