Infraestrutura e Logística - DER

30/01/2018

Seis empresas disputam duplicação de 3,4 quilômetros da PR-466

Seis empresas disputam a duplicação de 3,4 quilômetros da PR-466, no perímetro urbano de Guarapuava. A comissão de licitação do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) abriu nesta terça-feira (30) os envelopes com as propostas de preço das interessadas na obra.

O valor máximo estipulado para a execução dos serviços era de R$ 36,7 milhões e as melhores ofertas têm descontos de 26,6%. Esta modernização deve ter início até março.

Esta obra faz parte da parceria que o Governo do Estado assinou em dezembro de 2017 com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transporte.

Orçado em R$ 1,36 bilhão (US$ 435 milhões), este convênio exige R$ 626 milhões (US$ 200 milhões) como contrapartida do Governo do Estado.

A PR-466 é o trecho urbano mais adensado de Guarapuava e liga os bairros do Xarquinho e Primavera. Esta modernização era uma antiga reivindicação dos moradores da região e vai também facilitar o acesso ao futuro Hospital Regional do Centro-Oeste, a maior edificação civil em andamento no Estado do Paraná, com um investimento de R$ 47 milhões e que deve ficar pronta ainda este ano.

O projeto prevê, além da duplicação, a construção de uma trincheira para evitar conflitos entre o trânsito das vias municipais com a rodovia, melhorias nos acessos aos bairros e iluminação, ampliação das vias laterais, construção de passarelas, muro de contenção e calçadas. O prazo inicial estimado para execução de toda obra é de 18 meses a partir da ordem de serviço.

CANTEIRO DE OBRAS – Guarapuava está entre as cidades com mais obras rodoviárias em andamento. Além das programadas na PR-466 para 2018, estão em execução duas frentes de trabalho em pontos distintos da BR-277, em trechos administrados pelas concessionárias Caminhos do Paraná e Ecocataratas.

A primeira frente de obras está localizada entre os km 331 e 336 da rodovia, onde estão sendo feitos a duplicação de 4,8 quilômetros, trecho que cruza a parte Leste do município. As obras incluem a construção de um viaduto e de um acesso secundário ao município. O investimento é de R$ 24 milhões.

As outras obras estão localizadas entre os quilômetros 344 ao 345 e 349 ao 350 da BR-277. Há diversas frentes de trabalhos, que compreendem os serviços de terraplenagem, drenagem, pavimentação e obras de arte (uma trincheira e uma ponte), quatro muros de contenção, além de vias marginais no trecho. O custo é de cerca de R$ 27 milhões.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.