O que é BIM

O BIM ou Modelagem da Informação da Construção vem sendo definido, academicamente e tecnicamente de diversas formas, sendo comumente compreendido como um processo, uma plataforma tecnológica ou o conjunto de informações de um empreendimento. Para o Laboratório BIM do Paraná (LaBIM PR), a Modelagem da Informação da Construção é uma metodologia de trabalho baseada em processos colaborativos, multi e interdisciplinares - envolvendo profissionais de diversas disciplinas como arquitetura, engenharias, tecnologia da informação, entre outros – com o uso de diferentes plataformas tecnológicas. Para além da definição de BIM, ressalta-se a importância do nível de informação definido em cada processo de modelagem de um empreendimento que requer a definição precisa das informações, bem como a localização das mesmas, para que quando extraídas, independentemente de formato, essas informações sejam consistentes para os usos predeterminados. Vale lembrar que o “i” (informação) é o mais importante na metodologia BIM.
Para garantir o sucesso da implementação, no âmbito da SEIL, a metodologia BIM foi estruturada em 6 pilares considerados pré-requisitos para o desenvolvimento e incorporação do BIM aos processos institucionais dos órgãos vinculados à secretaria. São eles:
Meta de Governo – o BIM necessita de alinhamento com as políticas do Governo do Estado. A ideia de implantação dessa metodologia precisa ser uma meta idealizada e definida pelo governo vigente.
Mudança de paradigma – a metodologia BIM promove uma mudança de paradigma que demanda um aculturamento interno, com a capacitação dos técnicos que utilizarão essa nova metodologia de trabalho, assim como a reorganização dos procedimentos adotados.
Colaboração – o uso do BIM exige trabalho em equipe promovendo um ambiente colaborativo.
Etapas bem definidas – os processos internos devem ser bem definidos para que a metodologia possa ser aplicada em consonância com os objetivos previamente estabelecidos.
Normatização dos procedimentos – o uso do BIM requer a elaboração de guias com diretrizes de modelagem para orientação das empresas prestadoras de serviços.
Processo vivo – o BIM envolve um processo dinâmico que não deve ser engessado para estar em um processo contínuo de evolução.

esquema gráfico de O que é BIM



Vale ressaltar que a implantação do BIM constitui um processo complexo que, portanto, exige um etapeamento que deve estar atrelado aos objetivos pretendidos com a aplicação no BIM. Portanto, a primeira fase de implantação do BIM, no âmbito da SEIL, foi dividida em duas grandes frentes, com os seguintes objetivos:

Melhorar tecnicamente a qualidade de projetos e obras, pautados em três pontos:

  • Compatibilização de projetos;
  • Planejamento da obra – 4D;
  • Acurácia nos orçamentos – 5D.

Melhorar a gestão de projetos e obras a partir da:

  • Redução de aditivos;
  • Facilitação de acesso à informação;
  • Subsidio técnico para tomada de decisão;
  • Inibição de desvios de conduta;
  • Ampliação da transparência.

 Autoras: Lucimara Ferreira de Lima; Lorreine Santos Vaccari e Melissa Midori Yamada, 2017.

 

Executar obras não é tão fácil quanto aparenta ser. Das simples às mais complexas, todas têm uma alguma história para contar. Quando se trata de obra pública então, as dificuldades crescem exponencialmente.
Historicamente em nosso pais, as dificuldades com problemas administrativos, técnicos e financeiros, combinados com incompetência ou má fé, são tantos que obra pública acabou virando sinônimo de aditivo contratual, obra inacabada, baixa qualidade, corrupção e desgoverno.
A importância de melhorar a gestão de projetos e obras públicas é fundamental para colocar nosso país em um novo patamar de desenvolvimento. A falta de governança nas obras públicas no Brasil ocasiona uma sangria de recursos públicos que contamina toda a sociedade, gerando uma crise política, econômica e social.

Melhoria da Gestão de Projetos e Obras
Um bom caminho para a redução desses problemas é através da atuação preventiva, melhorando a gestão de projetos e obras.
Para isso, é preciso buscar as causas dos problemas do sistema atual, por mais sistêmicos, estruturais e profundos que sejam, para que possam ser identificados, sanados e se necessário, removidos, com coragem e determinação.

No Governo do Paraná, muitos profissionais de engenharia e arquitetura tem se dedicado a esse tema e conquistado importantes avanços na melhoria da governança em obras públicas.

Na Secretaria de Infraestrutura e Logística-SEIL, temos bons exemplos. Um deles é o Plano de Governança de Obras Públicas, promovido pelo Departamento de Gestão de Projetos e Obras – DGPO desde 2014.

O plano consiste na atuação em 3 frentes de trabalho, complementares e interdependentes:

1) Processos: Definição de regras e responsabilidades;
2) Pessoas: Capacitação de profissionais e gestores públicos;
3) Tecnologia: Viabilização dos processos com apoio da tecnologia.

Em cada frente de trabalho, já foram realizadas importantes ações visando a melhoria da gestão de projetos e obras.
Na frente de trabalho Tecnologia, está o Plano de Fomento ao BIM (Building Information Modeling), conhecido no Brasil como Modelagem de Informações da Construção.

O que é BIM?
BIM é um conjunto de aplicativos, processos e trabalho técnico colaborativo capaz de gerar um modelo digital, com detalhamento e informação suficiente para a perfeita execução da obra. Aplicativos com interoperabilidade e adaptados às normas brasileiras, Processos transparentes que contemplem todo o ciclo de vida do empreendimento e sua relação adequada com o meio ambiente e Trabalho técnico colaborativo de todos os envolvidos, são fundamentos essenciais para o sucesso da implantação do BIM nas obras públicas do Brasil.

Por que BIM?
O BIM propicia melhorias expressivas na qualidade técnica, na sustentabilidade e no controle e transparência das obras públicas.

Qualidade Técnica
O BIM facilita a fase de planejamento dos projetos. Os Estudos de Viabilidade ganham melhor previsibilidade de forma, tempo e recursos necessários, propiciando a elaboração de Termos de Referência de Projeto mais completos e precisos. Bons Termos de Referência, propiciam boas licitações de projetos e consequentemente bons projetos. O BIM induz e facilita o trabalho colaborativo, a detecção de inconsistências entre as diversas disciplinas de projeto, a acurácia dos quantitativos e da planilha orçamentária, facilitando o acompanhamento e a fiscalização da elaboração dos projetos. O planejamento das obras também é facilitado ao agregarmos o fator tempo em todos os serviços e etapas do cronograma físico financeiro, propiciando um planejamento orçamentário e financeiro mais consistente, bem como um acompanhamento e fiscalização da execução das obras muito mais eficiente.

Sustentabilidade
Obras sustentáveis são viabilizadas com maior facilidade pois os modelos com informações possibilitam simular cenários com situações variadas, subsidiando o processo decisório, bem como após a conclusão da obra, permite um melhor planejamento da manutenção preventiva e corretiva.

Controle e Transparência
Ao melhorar a qualidade dos projetos, com definição clara dos serviços (materiais, mão de obra e equipamentos) e de seus respectivos quantitativos e custos e eliminadas as inconsistências das diversas disciplinas que compõem os projetos, conseguimos com maior facilidade “separar o joio do trigo”, isto é, ao reduzirmos expressivamente a quantidade de erros (incompetência), facilitamos a detecção de eventuais tentativas de desvio de conduta (má fé) e inibimos sua ocorrência.

O Plano de Fomento ao BIM da SEIL
Convencidos da importância e dos benefícios que a AEC-Arquitetura, Engenharia e Construção e também a sociedade terá com a utilização do BIM, a SEIL iniciou em 2015 a execução de seu Plano de Fomento BIM. Através da parceria com as principais empresas de tecnologia BIM do mundo, estamos aprendendo e disseminando preciosos conhecimentos junto à cadeia produtiva da construção civil, universidades e outros órgãos públicos. O Laboratório BIM da SEIL já promoveu 118 atividades, envolvendo 3.519 participações de profissionais e estudantes. Nossa meta é, a partir de 2018, licitar nossos projetos em BIM (veja detalhes em www.bim.pr.gov.br).

Lidio Akio Sasaki é Diretor do Departamento de Gestão de Projetos e Obras da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Governo do Paraná

O que é BIM

BIM no Governo Federal

Vídeo produzido pela parceria ABDI / MDIC do Governo Federal falando sobre o que é BIM, seus benefícios e o papel do governo no fomento ao BIM.